ALM Apoio à Cultura

Rio Branco: 100 Anos de Memória

Rio Branco: 100 Anos de Memória

15 de fevereiro de 2012 | Postado em Exposições

Para marcar o início do Primeiro Centenário da Morte do Barão do Rio Branco, o Ministério das Relações Exteriores solicitou à ALM Apoio à Cultura uma exposição que apresentasse as diversas facetas deste grande diplomata, jornalista e erudito.

A exposição, de 410 m², se divide em três módulos. O primeiro aborda a trajetória e obra do Estadista, sua infância, suas inúmeras atividades, as grandes questões de fronteiras. O segundo módulo mostra a permanência de Rio Branco na memória brasileira – as músicas, filmes, charges e até uma história em quadrinhos da qual foi protagonista. O módulo final mostra o grande impacto que sua morte teve para seus contemporâneos.

Os desafios da montagem

Vale ressaltar a heterogeneidade dos espaços expositivos: no Rio, um longo corredor; em Brasília um imenso vão aberto. Essas características tornaram a montagem extremamente desafiadora: conjugar a mesma concepção museográfica em espaços arquitetonicamente tão antagônicos. 

Além desse elemento dificultador, os dois palácios são tombados pelo IPHAN, criando a necessidade de utilização apenas de peças autoportantes e impossibilitando uma montagem convencional.

A ALM Apoio à Cultura foi responsável pela museografia, produção executiva e concepção artística da exposição. Criamos estruturas em alumínio autoportantes, projeto de iluminação, peças de mobiliário, fac-símiles de documentos, dispositivos multimídia e interativos, além do design dos painéis.

A mostra, inaugurada em 10 de fevereiro de 2012 no Palácio Itamaraty de Brasília, seguirá posteriormente em itinerância para o Palácio Itamaraty do Rio de Janeiro (Veja aqui a montagem carioca).

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Painel As Origens

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Painel Boêmio, Deputado, Jornalista

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Painel A Questão do Acre

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Painel O Itamaraty e o Interesse Nacional

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Painel Síntese da Obra

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Painel Vive la France!

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Painel Cultura Popular I

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Painel O Rio de Janeiro na Época do Barão

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Painel Adiaram o Carnaval

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Painel Final

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Vitrine de documentos com lupa

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Jukebox com músicas da época do Barão

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Backlight com as cédulas que homenagearam o Barão do Rio Branco

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Totem com episódios “Lá vai Barão”, do programa Planeta do Homens da Rede Globo

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Backlight reproduzindo o vitral sobre o Barão na Catedral de Washington

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Caricatura tridimensional

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Painel externo. No canto direito, a saída da sala de vídeo

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Entrada da exposição

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Entrada da exposição

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Painel em “S”

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Painel multimídia, passando documentário de Humberto Mauro sobre o Barão

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Vitrine com réplica do Tratado de Petrópolis

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Ao fundo, painel com áudio acionado por célula termosensível, que tocava o Dobrado do Barão

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Segundo módulo da exposição: Modernidade e Memória

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Painel com HQ de 1959 sobre o Barão

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Painel com fotos de Augusto Malta

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Painel com frases do Barão cerca a escultura interativa “Ponto de Encontro” de Mary Vieira

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Sala de vídeo projeta em looping filme histórico feito em 1912, por ocasião do falecimento do Barão do Rio Branco

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Dragões da Independência aguardam a inauguração

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Inauguração da exposição

Rio Branco: 100 Anos de Memória – O Ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, ouve áudio original de um discurso do Barão

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Visitantes examinam com lupa cadernetas originais do Barão

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Visitantes acompanham a HQ

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Backlight com vitrau

Rio Branco: 100 Anos de Memória – Visitantes assistem ao filme do funeral do Barão do Rio Branco, em 1912

 

Veja também a montagem no Rio de Janeiro, a folheteria da mostra, a logomarca do Primeiro Centenário da Morte do Barão do Rio Branco e o planejamento 3D da exposição.

Serviços Prestados

Museografia
Produção executiva
Concepção artística
Projeto de iluminação
Estudos em 3D
Programação visual
Montagem

Cliente

Ministério das Relações Exteriores / Fundação Alexandre de Gusmão

Créditos

Coordenador do Primeiro Centenário da Morte do Barão do Rio Branco:
Embaixador Manoel Gomes Pereira
Curadoria e textos:
Luís Claudio Villafañe
Coordenadora de pesquisa:
Maria do Carmo Strozzi
Pesquisa:
Centro de História e Documentação Diplomática
Agradecimentos especiais
Jussara Valladares

Depoimento

O acabamento dos painéis e de todos itens foi primoroso. Muito bem executado. Quem viu a mostra, gostou - até onde sei - e muito, segundo vários testemunhos. A solução quanto ao espaço foi brilhante, o painel com as frases "envolvendo" a escultura ficou divino. Enfim, ficou tudo muito bom. (...) Parabéns pelo trabalho, pelo profissionalismo, pela competência e pela facilidade no trato pessoal. Reitero que foi um grande prazer trabalhar com vocês. Acho que podemos, todos, estar orgulhosos do "nosso" filhote... Eu, pelo menos, estou. Abraço afetuoso,
Luís Cláudio Villafañe (Curador da mostra)

Sinergia em ação

Veja outros posts sobre o mesmo trabalho:

 

55 21 3239-1033

© 2017 ALM Apoio à Cultura.
Todos os direitos reservados